segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A saga da sanita

A minha casa de banho é, simplesmente horrorosa, tem 20 e tal anos e  podem imaginar o quanto está fora de moda, a única coisa positiva que tem é ter as louças sanitárias brancas (coisa de que nem toda a gente se pode gabar). Como não há dinheiro para remodelações nem para troca de louças sanitárias nem compra de azulejos novos, aqui a amiga tinha que acordar todos os dias e olhar para uma "linda sanita" com um autoclismo de plástico "fantástico". Acreditem é difícil :(
E não é que o milagre acontece, o autoclismo avariou, eu ainda tentei mas já não tinha qualquer concerto. Eu sou assumidamente forreta e não gosto de gastar dinheiro desnecessariamente mas aquela sanita realmente incomodava-me.  
Depois de um ano inteiro com o autoclismo avariado a dizer aos amigos: têm que levantar a tampa e descarregar a água. Finalmente decidi-me, tinha de arranjar uma solução, ou comprar um novo ou então procurar uma sanita nova já com o autoclismo de louça incorporado.
E aqui começou a saga da sanita. Um  autoclismo de plástico ainda ficava caro chegaram - me a pedir 40€ por um. Se comprasse um de plástico ainda teria de olhar para a sanita e pensar, amiga és mesmo feia. Estava decidido, vem uma sanita nova. 
Por acaso têm a noção de quanto é difícil, trocar uma antiga por uma nova. :(

1º Escolher um orçamento
2º Escolher um modelo que se enquadre com as restantes louças
3º Medir bem a sanita antiga e, é muito importante medir a distância da parede ao cano do esgoto (que como podem imaginar teve que ser a olho porque a antiga ainda estava montada) porque apesar de existirem umas borrachas próprias para os desvios nunca se sabe... (as coisas aqui vão depender se o esgoto fica na parede ou no chão acredito que nas antigas sejam todas no chão)
4º Alterar esta ordem de trabalhos dependendo dos imprevistos.
5º Sabiam que as torneiras de segurança das sanitas novas se encontram todas abaixo do autoclismo e que por isso a entrada de água no autoclismo também é em baixo?  Agora imaginam onde estava a minha torneia de segurança? Pois é meus queridos leitores, autoclismo antigo alto, torneira de segurança quase a 1,5m do chão. Drama, ia ficar com sanita nova com uma mangueira a ver-se quase com um metro de comprimento. É claro que não. 
6º Alterar novamente esta ordem.

Finalmente, (esta saga de comprar a sanita demorou 15 dias) e a um dia do Sr. P ir a minha casa instalar a sanita encontrei uma de marca Sanitana modelo munique branca (curiosamente, marca igual à que já la existia). Com entrada de água por cima o que reduziu bastante o tamanho da mangueira e que depois de pedir todos os descontos possíveis e imagináveis (tenho que agradecer às minhas amigas porque uma meteu a cunha e a outra ainda conseguiu pedir ao vendedor o desconto de funcionário) saí de lá com uma sanita, o tanque os mecanismos interiores a borracha para um possível desvio e o tampo por mais ou menos 85€. E aqui está ela já no sítio.



Vá meus amigos não se deixem encandear pela flor dos azulejos a sanita está no canto inferior direito. ;) Linda não?E a mangueira tem um tamanho razoável. Eu sei, eu sei, é só uma sanita mas estou muito satisfeita. Quem ainda vive com autoclismo de plástico sabe o que sinto :). E aquela flor tem os dias contados.







4 comentários:

  1. Mas foi a saga da sanita, que bom que agora se resolveu hein as vezes vale mesmo a pena gastar um pouquinho e a casinha vai ficando um mimo
    bjbj
    Monica

    ResponderEliminar
  2. ehehehee...Até te divertis-te confessa lá...eu cá diverti com a tua descrição pormonorizada de todos os acontecimentos;)

    ResponderEliminar
  3. Vim…
    Gostei…muito…
    Sim, vou voltar...

    Um beijo da Nita.
    De boa manhã!

    ResponderEliminar
  4. Monica, obrigada.

    aprendereorganizar, sim acredita diverti-me muito mas acredito que, quem me ouviu falar da sanita durante 15 dias não deve ter achado graça nenhuma ;)

    Nita, Obrigada volta sempre, :)

    ResponderEliminar